segunda-feira, 10 de março de 2008

E...


E depois de um fim de semana em Serpa...

A semana vai começar.
Mais um dia, mais uma semana, mais do mesmo.
Recomeça a nossa agonia, a agonia do dia-a-dia.
Aquele quotidiano que me deixa doente, que tomei de ponta.
Já não aguento o ramram do acorda, …, deita, acorda…
Qual é a diferença entra a 2ª feira e a 6ª feira?
A roupa que se tem vestida…
Mas também não sei como se sai desta “tortura”.

“Desperado
Why don't you come to your senses?
You've been out ridin' fences,
for so long now
Oh, you're a hard one
but I know that you've got your reasons
These things that are pleasin' you
can hurt you somehow

Don't you draw the queen of diamonds boy
She'll beat you if she's able
You know the queen of hearts is always your best bet
Now it seems to me some fine things
have been laid upon your table
But you only want the ones
that you can't get

Desperado
Oh, you ain't getting no younger.
Your pain and your hunger,
they're driving you home
And freedom, oh freedom
well that's just some people talking.
Your prison is walking through this world all alone

Don't your feet get cold in the winter time?
The sky won't snow and the sun won't shine
It's hard to tell the night time from the day
And you're losing all your highs and lows
Ain't it funny how the feeling goes
away...”

Desperado
Why don't you come to your senses?
Come down from your fences, open the gate
It may be rainin', but there's a rainbow above you
You better let somebody love you
(let somebody love you)
You better let somebody love you
before it's too late.”

(The Eagles)



Mas a minha vida tem coisas lindas, momentos fora de serie que me trouxeram e deram coisas que não posso deixar de agradecer e reconhecer que melhor não podia ter tido, nem vivido.

Tenho comigo as melhores coisas que uma mulher pode ter.

Momentos, passagens, relâmpagos, pessoas importantes, amigos, filhos, recordações memoráveis.

A vida tem sido amiga.

É talvez à conta de tanta coisa boa e bonita que tive, que quando tenho alguns momentos de acalmia, não aguento, de tanto tédio.

Como dizia uma sobrinha minha quando era pequenina e não a deixávamos fazer o que queria:

Ai, que esta vida já não é minha…

Não consigo tomar-lhe as rédeas.
Ao sol sou alegre, à sombra sou nostálgica,
Por fora sou forte, por dentro indefesa,
Mostro-me confiante quando na realidade sou descrente,
A insegurança faz parte da minha vida como a areia faz parte da sua praia.
Por norma estou a rir por excepção as lágrimas caem.
Mas não sou alegre porque a tristeza bate-me.
Sei que não adianta chorar. Rir sempre foi a forma de passar por cima de todos os males que me fazem doer. Mas esta arma fragiliza. Fomenta a solidão da alma. Afasta a atenção de que tanto precisamos E dou por mim fraca, sem animo, sem alento, sem forças para sequer partilhar este pedaço de mim com alguém. Chorar limpa a alma e o amor renova o espírito.

“Love will keep us alive

I was standing
All alone against the world outside
You were searching
For a place to hide

Lost and lonely
Now you've given me the will to survive
When we're hungry... love will keep us alive

Don't you worry
Sometimes you've just gotta let it ride
The world is changing
Right before your eyes

Now I've found you
There's no more emptiness inside
When we're hungry...love will keep us alive

I would die for you
Climb the highest mountain
Baby, there's nothing I wouldn't do”

(The Eagles)



5 comentários:

av disse...

Sabe uma coisa engraçada, Sum? Acabo de descobrir (por causa do post da sua tia Manané, que é também tia de um amigo meu) que conheci bem a sua mãe e que até passei um belo fim de semana, há alguns anos, nesse pequeno paraíso em Serpa que está no seu outro blog.
O mundo é pequeno, realmente.
Um beijinho especial
ana

sum disse...

Olá Ana,
De facto o mundo é pequeno e Portugal é mesmo uma cama de casal, como diz o meu irmão.
Fiquei curiosa, quem é o seu amigo, sobrinho da Tia Manané? (se não é ser inconveniente perguntar).
E passou um belo fim-de-semana em Serpa? Com a minha Mãe? Lá está, há tantas coisas da vida dela que eu não vou chegar a saber…
Gostava de a conhecer Ana, talvez um dia isso venha a acontecer. As Amigas da minha mãe, de todas as que conheci, são minhas amigas especiais, são referências que jamais posso perder.
Bjs Especial também para si.

av disse...

Não digo aqui o nome do seu primo, não sei se ele gostaria. Mas mando-lho por mail, se me disser qual é, e explico-lhe isso do fim de semana.
Um beijinho

av disse...

se me disser qual é o seu mail, claro...

sum disse...

Olá Ana, já enviei para o seu gmail o meu mail. Obrigada pela atenção
Sum