quarta-feira, 4 de junho de 2008

Coisas Boas (parte II)



Fotografia
“Hay” lembrou-me bem. Fotografia.
Fotografia, aquele hobby de que tanto gosto.
Apanhar momentos. Aqueles momentos. Recordar. Recordar aqueles momentos.
Fotografia é sem dúvida uma coisa boa.

Cantar
Cantar foi um escape grande. Belos tempos, aqueles. Grande coro. Grandes espectáculos.
Agora só no banho e por isso não fica incluído.

Sonhar
Sonhar é bom, é bom de mais. Por isso perigoso. Não consigo parar.
Não parar tem dois problemas. Um, o tempo. Dois, o descontrolo de sentimentos. Tento ir cada vez mais longe, no que quero, no que gostava, no que …
Já me estava a deixar ir.
Não este também não pode ser incluído. Passa rapidamente a nostalgias desnecessárias.

Já cá canta mais um. Já não falta tudo.

2 comentários:

Hay disse...

Sum!

Quero te deixar algo que li, já faz tempo mas me lembrei de você, em seu caminho das 10 coisas que gosta, e porque não dizer que ama fazer!
Possívelmente já conhece esse texto gostoso de Luís Fernando Veríssimo, mas em todo caso, resolvi te mandar.

Adorei o 3 novos que acrescentou, principalmente Sonhar!

Vale a linda expressão de Fernando Pessoa:
De sonhar ninguém se cansa, porque sonhar é esquecer, e esquecer não pesa e é um sono sem sonhos em que estamos despertos.


Dez Coisas que Levei Anos Para Aprender

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não pode ser uma boa pessoa.

2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.

3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.

4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca.

5. Não confunda nunca sua carreira com sua vida.

6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.

7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões".

8. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".

9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.

10. Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.

Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o AMOR existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena!
Luís Fernando Veríssimo

Abraço Carinhoso
Hay

sum disse...

Hay,
Não conhecia nem a expressão de Fernando Pessoa nem este texto de Luís Fernando Veríssimo.
Haja ignorantes nesta vida. Eu sou, sem dúvida, uma delas. Continuo a dizer que é muito fácil surpreender-me com coisas bonitas. É mesmo uma das coisas de que mais gosto (mais uma vez levou-me a descobrir, mais uma das coisas boas da vida).
Gostei muito das duas e de cada uma em especial.
Um Beijo