domingo, 8 de fevereiro de 2009

Um dia apanhei um sonho


Um dia apanhei um sonho.

Um sonho que me persegue me incomoda e me aflige ainda hoje.

Sonho que as pessoas de quem eu mais gosto me deixam sozinha, assim, sem dizer nada.

Quantas vezes sinto vontade de as fazer prometer que nunca me deixarão!...

6 comentários:

M.Júlia disse...

Não acredito que esse sonho se torne realidade. Conhecendo-a apenas pelas pequenas confidências feitas no blogue, parece-me uma pessoa fácil de se gostar, e ninguém a vai querer perder. Tente afastar esse sonho, com força!
Boa semana.

Mike disse...

Que raio de sonho havia a menina de apanhar... vá, Sum, esforce-se por apanhar outro que a persiga mas não a incomode. ;)
A Júlia tem razão... shô sonho, deixa a menina em paz e vai afligir outro que tens muitos por onde escolher. :)

sum disse...

Nem sabe como tento afastar este sonho! Com força com muita força!!! Por vezes ele desaparece por uns tempos, mas acaba sempre por voltar. Cá me parece que há sonhos que fazem parte de nós :)
Boa semana M. Júlia, e obrigada pelas suas palavras tão amigas.
Um beijo

sum disse...

(Risos) Também acho, que raio de sonho havia eu de apanhar! Vou ver se o mando passear. O pior é que ele gosta de se aninhar por aqui.
Pode ser que cresça e se torne independente, que arranje outra casa e outro alimento.

Mike disse...

Não fiando, Sum. Ponha-o andar daí para fora. :)

sum disse...

ok, ok já está. Com dois pedidos destes quem é que e capaz de resistir.

Obrigada aos dois. :D