terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Felicidade/Compromisso


"A felicidade vem do compromisso.
Alguns pensam que não, que uma pessoa mais solta, sem ligações nem obrigações, é mais feliz! Será? Ela faz o que lhe apetece e não o que quer. Fica escrava das ondas, das emoções, vai para onde puxa o que 'está a dar' e não para onde quer e deve.
Estar solto não é o mesmo que ser livre.
E comprometer-se livra-nos da escravidão das fantasias e dos apetites."

(Padre) Vasco Pinto de Magalhães, in 'Não Há Soluções, Há Caminhos'


Não sei se concorde ou talvez não! Mas acho que pode ser uma hipótese!
È verdade que muita liberdade não trás felicidade, mas também é verdade que gostamos de pensar que sim. É um facto que insistimos em ser livres, não assumimos compromissos, não queremos acordos, não chegamos a consensos, só para ver se conseguimos viver plenamente a felicidade. Remamos contra marés fortes, atravessamos oceanos se preciso for e no fim chegamos à conclusão de que tanta liberdade só nos traz insatisfação.

Já assumi alguns compromissos sim, e tento cumpri-los com toda a minha força, persistência e vontade. Sei que me trouxeram as melhores coisas da minha vida. Apesar de tudo continuo a pensar se será mesmo assim e sempre assim que temos de viver para ser felizes!


8 comentários:

Mike disse...

Diria que a minha vida é feita de compromissos, mas a minha felicidade não vem deles.
E estar solto, realmente não é o mesmo que ser livre. Veja-se o cabelo... (gargalhada abafada)

fugidia disse...

Hum...
Àparte: o que são compromissos para si, afinal, Mister?
É que me parece que parte da sua felicidade vem deles sim :-)
(e o cabelo é, de facto, um excelente exemplo :-D)

Sum, não concordo inteiramente com O Padre Vasco Pinto de Magalhães, embora perceba onde ele quer chegar.
Acho que a felicidade não vem só do compromisso. E a escravidão não é uma consequência, apenas, das fantasias, dos apetites e ou da falta de compromisso(s).
creio que sentimos a felicidade (e somos felizes) na exacta medida em que temos, ou não, a capacidade de a vislumbrar nas circunstâncias da nossa vida, em nós e naqueles que nos rodeiam.
:-)

Mike disse...

Mau... Fugidia, então em que é que ficamos? Acha que parte da minha felicidade vem dos compromissos, depois acha que a felicidade não vem só dos compromissos... olhe, o cabelo que é que sabe. (muitos risos)

fugidia disse...

Hum... Mister, veja lá se fica careca :-p

(foi o Mister que disse que a sua felicidade não lhe vem dos compromissos; o que eu digo é que alguma há-de vir de alguns compromissos, embora concorde que a felicidade não vem só dos compromissos...)

So sorry, Sum; o Mister e eu ás vezes damos para desconversar em caixinhas alheias :-D

fugidia disse...

P. S.
Não gosto de si careca, Mister :-p
Os seus filhos não são compromissos seus?... Pois :-)

mike disse...

Sum, a menina não se vai aborrecer, mas a Fugidia provoca-me, ora... Pois fique sabendo, menina que fechou o Esconderijo, que na minha família não há carecas... bem o meu irmão... vá, digamos que rapa o cabelo. Os meus filhos um compromisso meu? Nããã... eles são a minha felicidade. :)))

fugidia disse...

:-)

(beijinho, Sum)

sum disse...

Bem!!!
Grandes conversas por aqui!!
E olha...
Até gostei Fugi, não tem de pedir desculpas pela desconversa. Só tenho pena de não ter estado presente!!! Diria que tinha sido ainda mais animado (gargalhada)
Não Mike, raramente me aborreço com desconversas!! (risos abafados)
Gosto de os ver por aqui.
Bjs os dois