domingo, 29 de novembro de 2009

Escrever


Todos os dias, ou quase todos os dias, escrevo para mim. Já lá vão muitos e muitos anos.

Escrevo de mim para mim, escrevo de mim para a minha alma.

Escrevo para apaziguar a dor daquilo que não tive, daquilo que não tenho, daquilo que nunca terei e daquilo que nunca mais irei ter.

Escrevo para me dar conhecimento das coisas boas e das coisas más por que passo.

Escrevo para me acalmar e perceber que no mundo tudo é passageiro.

Escrevo porque sinto uma necessidade imensa de pôr cá para fora sentimentos que não consigo pôr de outra forma.

Escrevo porque não sei dar o que quero, como quero, a quem quero.

Escrevo porque me alivia.

Escrevo porque me põe a cabeça em ordem ou às vezes em desordem!

Escrevo porque assim dou um bocadinho de mim ao mundo.

Escrevo para me distrair, mas escrevo essencialmente porque não tenho outra forma de comunicar comigo.

8 comentários:

Eu antes de mim disse...

Eu leio e leio e leio... :)

sum disse...

Mas tu és amigo, tens paciência :)

fugidia disse...

Eu também leio... ;-)

também leio ora disse...

Vá, como se eu acreditasse que não há um espelho em casa, menina Sum... (risos)

sum disse...

Obrigada Fugi, mas já acho que também é amiga :D Também tem paciência :)

sum disse...

Ele há poucos espelhos cá em casa. Eles não gostam muito de mim e eu quando os vejo também me assusto! (risos)

MAC disse...

Leio e releio, e volto a ler vezes sem conta. Por isso escreve, apaga, rescreve, risca, altera, escreve e escreve e escreve que eu volto a ler ;)

sum disse...

Com certeza minha Senhora. Assim farei. Com todo o respeito por tudo o que me faz querer :)
Muito Obrigada, do fundo do coração.