domingo, 1 de maio de 2011

Mãe


Hoje consigo sentir o peso da vida, a solidão a que estamos condenados desde o dia em que nascemos e o umbigo é cortado. Hoje obriguei-me a pensar que há duas situações na vida em que uma mulher não está só, quando é filha e quando é mãe. Hoje, aqui sentada percebo o porque de ter gostado tanto das minhas barrigas e de me ter sentido tão acompanhada e tão forte. Hoje aqui sentada consigo perceber o valor de mãe. Existe alguma coisa mais importante e melhor do que estarmos verdadeiramente acompanhadas?

2 comentários:

açuzena disse...

É tão verdade!
Mas também, como me disse uma amiga minha depois da morte da sua mãe, o cordão umbilical só é realmente cortado no dia em que a mãe morre.

sum disse...

Acho que nem assim!!! :))